Minha Casa Minha Vida Agudo (RS) 2020 – Uma das maiores necessidades enfrentadas pelas famílias agudenses das classes D e E, é a inexistência de recursos para permitir a compra da casa própria. Por isso, como forma de suprir essa necessidade, o Governo Federal desenvolveu o programa Minha Casa Minha Vida Agudo – RS 2020.

Não de deixe de saber o que é este programa, como fazer o cadastro, requisitar a segunda via, e muito mais…

O que é o Minha Casa Minha Vida em Agudo?

Agudo é um município do Rio Grande do Sul, situada na região Sul do Brasil. Esse município possui 17.085 moradores agudense. Por causa da falta de habitação, o estado de Rio Grande do Sul implementou o Minha Casa Minha Vida Agudo para permitir que todos os agudense tenham acesso a moradia própria.

O Minha Casa Minha Vida Agudo 2020 é um programa que permite ajudar o cidadão agudense a conseguir uma oferta de imóvel financiado que se enquadre no seu rendimento familiar. Graças a este programa é possível obter ótimos juros e formas bem acessíveis para fianciar sua casa própria.

Porém vale deixar bem claro que apenas famílias que tenham renda mensal de até R$ 7 mil poderão se inscrever no Minha Casa Minha Vida Agudo. Além disso, também é preciso não estar a participar de nenhum outro benefício de caráter habitacional fornecido pelo governo federal para poder ter acesso as ofertas de casas deste programa.

Cadastro Minha Casa Minha Vida Agudo RS

Em geral, a inscrição Minha Casa Minha Vida é realizado na prefeitura de Agudo, mas se não for possível fazer o registro nesse local, o cadastro também poderá ser feito em um órgão da sua cidade destinado a esse processo.

Antes de ir fazer o seu cadastro neste programa, é necessário que o cidadão interessado realize o registo no CadÚnico Agudo caso ainda não o tenha feito, pois é justamente por meio dos dados passados nessa plataforma que a organização do Minha Casa Minha Vida consegue escolher os beneficiários.

Para descobrir como se cadastrar no MCMV em outras cidades do Rio Grande do Sul confira abaixo:

  • Minha Casa Minha Vida Roque Gonzales – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Nova Santa Rita – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Gravataí – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Bom Princípio – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida São José do Hortêncio – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Picada Café – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Sertão – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Alecrim – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Taquara – RS: Inscrições, Cadastro
  • Minha Casa Minha Vida Santo Antônio da Patrulha – RS: Inscrições, Cadastro
  • Simulador Minha Casa Minha Vida Agudo

    Para que o interessado nas casas disponibilizadas por meio deste programa possa fazer uma escolha acertada, é disponibilizado o Simulador Minha Casa Minha Vida, por meio do qual é possível saber os juros que seriam pagos em caso de aderência a uma das ofertas disponíveis nesse benefício – confira o passo a passo de como fazer essa simulação, já nos próximos tópicos:

    • Comece acessando o site do simulador clicando neste link;
    • Com a página completamente carregada, basta seguir informando todas as informações requisitadas pelo simulador.

    Depois de fazer a simulação, o interessado deverá realizar o cadastro no MCMV no órgão responsável por tal processo em Agudo para poder ter acesso ao resultado.

    2ª Via Minha Casa Minha Vida Agudo – RS

    A emissão da segunda via do boleto MCMV Agudo para o pagamento das parcelas do imóvel do Minha Casa Minha Vida Agudo, é necessária em caso de perda da primeira via do documento.

    O beneficiário pode imprimir a segunda via do boleto por meio do seguinte passo a passo:

    • Comece entrando no site da Caixa – acesse esse link;
    • Informe o seu número de matrícula e CPF;
    • Na próxima página você já poderá acessar e emitir o boleto da parcela clicando nela.

    Boleto Minha Casa Minha Vida Agudo 2020

    Para que o pagamento do valor da casa seja feito, o beneficiário deve realizar a emissão do boleto de cada uma das parcelas acordadas, pois se por acaso o pagamento não for realizado em dia, a compra da casa poderá ser cancelada.